sábado, 16 de agosto de 2008

ANALGÉSICOS PARA DOR DE DENTE (informações úteis ao paciente) . Disciplina de Endodontia UFAL



ANALGÉSICOS PARA DOR DE DENTE (informações ao paciente)

Definição: Analgésico é o nome dado a medicamentos para o alívio da dor. . O seu fim é tratar os sintomas de uma doença e não a doença em si.

Classificação: analgésicos opióides e não opióides
Analgésicos não opióides são usados para dores de leves à moderadas , incluindo dor de dente , dor na região da boca e face. Eles agem no sítio da dor, não causam dependência e não alteram a percepção individual como os analgésicos opióides ou narcóticos podem fazer.

Muitos analgésicos não opióides poderão ser adquiridos sem receita médica em farmácias e supermercados. Exemplos de não opióides: aspirina, ibuprofeno, cetoprofeno, naproxeno , paracetamol , entre outros.

Formas de uso (administração): os analgésicos são frequentemente administrados em comprimido ou em cápsulas, mas também poderão estar disponíveis sob a forma de líquidos, injeções e supositórios

Vantagens :os analgésicos são uma forma rápida e eficaz de lidar com dores ligeiras a agudas. A maioria dos analgésicos leva 30 a 60 minutos para começar a atuar se administrados em comprimido, embora os analgésicos intravenosos ou injetados demorem muito menos tempo para fazer efeito.

Posologia (dose do analgésico): a dose dependerá do tipo de analgésico utilizado e da condição para a qual está sendo utilizado. Salvo indicação em contrário de seu cirurgião-dentista, siga a posologia indicada na embalagem ou no folheto incluso.

Quem poderá tomá-los?
O ideal é identificar o problema antes de tratar os sintomas. Isto é, tomar analgésicos poderá aliviar a dor, mas poderá também esconder a causa da dor, agravando o problema. Consulte um cirugião-dentista se sentir uma dor de dente prolongada ou uma dor facial ou bucal que não seja aliviada por analgésicos não opióides.
Se já estiver fazendo uso de outro tipo de medicação, deverá consultar o cirurgião dentista antes de começar a tomar analgésicos. Mesmo os não opióides ligeiros como o paracetamol , poderão causar graves problemas de saúde se tomados em grandes quantidades.
Por este motivo, é melhor certificar-se de que a sua medicação não contém analgésicos ou substâncias que possam reagir adversamente a analgésicos.

ASPIRINA:
O velho parâmetro no controle da dor é a aspirina , também conhecido pelo nome técnico de ácido aceti-salicílico ou AAS.
Cuidados: **Aspirina não é para qualquer um. Por exemplo, você não deve tomar aspirina se você tem úlceras, porque ela pode piorar os sintomas, ou se você tem asma, porque ela pode provocar um ataque. Os doentes que sofrem de pólipos nasais têm tendência para desenvolver asma se tomarem aspirina Aspirina também poderia piorar doenças dos rins ou fígado.E, no caso de se tomar aspirina em altas doses continuamente, pode ocasionar tínitus, também conhecido por "zumbido no ouvido". **Crianças nunca devem receber aspirina se elas tem evidências de infecção viral (gripe, varicela etc) porque existe a possibilidade do síndrome de Reye - uma desordem rara, mas potencialmente fatal que causa convulsões e danos cerebrais podendo levar a morte.
**Mulheres grávidas não devem usar aspirina durante seu último trimestre, pois aumenta o risco de sangramento durante o parto. **A alergia à aspirina pode produzir erupções cutâneas ou dificuldades graves na respiração.

ACETAMINOFEN (PARACETAMOL): é um analgésico substituto da aspirina que se acredita agir diretamente nas terminações nervosas para suprimir a dor. Normalmente é tomado nas mesmas doses da aspirina para adulto. Acetaminofen é mais gentil para o estômago do que a aspirina e não apresenta risco de síndrome de Reye em crianças.
Cuidados: **Se tomada em excesso pode causar danos letais ao fígado, principalmente em bebedores inveterados.
**A ausência de complicações no estômago levou alguns a considerar que o paracetamol não tem efeitos adversos. No entanto, se for administrado em doses elevadas durante períodos prolongados, podem ocorrer alguns riscos, como por exemplo, perturbações renais. O uso regular de outros fármacos antiinflamatórios não esteróides, exceção feita à aspirina, pode aumentar também o risco de doenças renais.
**Uma superdosagem de mais de 15 g de paracetamol pode produzir uma lesão hepática (do fígado) irreversível. Doses menores durante períodos prolongados de tempo não implicam lesões graves do fígado. Os consumidores de grandes quantidades de álcool apresentam maior risco de alterações hepáticas pelo uso exagerado de paracetamol. O jejum pode contribuir para a lesão hepática. É necessária uma investigação adicional, mas as observações até agora sugerem que as pessoas que tomam paracetamol e deixam de comer por causa de um forte resfriado ou de uma gripe podem apresentar lesões do fígado.
**Muitos produtos de venda sem prescrição médica, como os remédios contra alergias, resfriados, tosse, gripe, dor e sinusite contêm paracetamol. Deve-se evitar tomar simultaneamente vários fármacos que contenham paracetamol.

IBUPROFENO , CETOPROFENO E NAPROXENO SÓDICO: são analgésicos extremamente potentes.Como a aspirina, eles também agem inibindo a produção das prostaglandinas. A Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA) aprovou o ibuprofeno como medicamento para venda sem receita em 1984 e o naproxeno sódico em 1994. O Cetoprofeno também foi aprovado para venda sem receita .
Cuidados: **Embora o ibuprofeno e o naproxeno sejam ambos comparativamente mais brandos sobre o estômago do que a aspirina, eles devem ser evitados por pessoas com úlceras ou que sejam alérgicas à aspirina.Eles também podem prejudicar a função do fígado e interferir com a coagulação do sangue.
**O ibuprofeno, cetoprofeno e o naproxeno podem causar indigestão, náuseas, diarreia, acidez, dor de estômago e úlceras tal como a aspirina. Outros efeitos adversos incluem sonolência, vertigem, zumbidos nos ouvidos, perturbações visuais, retenção de água e dificuldades respiratórias.
**Alguns fármacos prescritos para o coração e para a pressão arterial não atuam tão bem se forem combinados com esses antiinflamatórios. Os indivíduos que tomam bebidas alcoólicas regularmente podem correr maior risco de alterações do estômago, úlceras e disfunção hepática.
**Os doentes alérgicos à aspirina também podem ser alérgicos ao ibuprofeno, ao cetoprofeno e ao naproxeno. As erupções cutâneas, picadas ou dificuldades de respiração requerem uma atenção médica imediata.

ATENÇÃO: O lmais importante acerca dos analgésicos vendidos sem receita é que eles devem ser medicamentos de uso curto. Se você se encontra tomando essas drogas rotineiramente para o alívio da dor de dente você deve procurar um cirugião-dentista urgentemente. Crianças não devem tomar tais medicações por mais do que 5 dias.

0 comentários:

 
Design by Daniel Moreira